elektra-2014-malditosinvasores

Uma jornada sangrenta com uma arte espetacular. 

É meus amigos, o ano que se passou foi extremamente satisfatória na questão de liberdade criativa para os roteiristas no encargo da “Marvel Now! e sua segunda leva à “All-New Marvel Now! onde tivemos mais uma dose de boas revistas. Porém, como o meu tempo livre ficou curto neste último ano, algumas revistas escaparam do meu radar. E uma das que agora tenho o imenso prazer de acompanhar e revisar para vossas senhorias é Elektra.

Nos últimos anos à personagem sofreu um tanto quanto; severamente, nas mãos de roteiristas adversos (sem receber sua tão sonhada revista solo). Mas, uma luz surgiu sobre à personagem e essa luz se chama W. Haden Blackman. Bastante conhecido por seus trabalhos no universo de Star Wars e também pelo sensacionais games da franquia The Force Unleashed, sem contar é claro, as ótimas séries da Batwoman e arcos fechados do Conan. 

Sinopse: Elektra está cansada de tentar ser o que ela não é, chega de amores mal resolvidos e batalhas que não levam a morte do seu adversário. Hora de voltar ao preto. Um novo contrato se inicia, elektra agora está no encalço do mais perigoso (e desconhecido) assassino de todos os tempos: Corvo Cinzento. Mas, ela não é unica no ramo. Outro buscam por Corvo Cinzento e a farta recompensa por sua cabeça.

Bem, o enredo em que está é um tanto quanto “bom”. Porém, esse não é lá um dos melhores trabalhos de Haden Blackman, por mais que a revista ainda esteja na sua primeira fase, claramente se nota que ela é apenas mais uma thriller de ação com um pouco menos de freio para a violência.

Falando em violência. Essa é a parte dos quadrinhos que mais chama atenção, pelo que se pode perceber o desenhista do projeto obteve bastante liberdade artística para desenvolver os combates da Elektra do jeitinho que sempre deveriam ser. Mas, isso não significa que você terá um Kill Bill da vida em suas mãos.

Lindo não é?

O principal problema da revista é que o senhor Haden Blackman não tem lá um grande conhecimento do Universo Marvel e acaba dando ênfase demais para personagens desconhecidos. Como é o caso do Corvo Cinzento que tem todo um background de vitorias contra grandes assassinos da Marvel, mas que porém nunca foi citado em nenhuma outra série. Apesar disso, um novo personagem que chama bastante atenção é o chamado Lábios de Sangue. Além de um vilão realmente assustador, por conta de seu canibalismo, ele também rouba a cena com sua “mestra” que em momento algum é revelado; o que deixa um gancho para a segunda fase.

Não vou mentir, o que me trouxe a revista foram as artes de Mike Del Mundo, um artista que eu admiro muito pelos seus traços, desenhos tão bons que parecem pinturas a óleo. Fiquei um pouco chateado com o excesso de linhas brancas no contorno de alguns personagens, mas acho que isso é mais culpa da má aplicação de cores e não os traços propriamente ditos. Apesar desse pequeno erro à revista se mantem sendo bem linda de se ler.

  • Roteirista: W. Haden Blackman.
  • Quadrinista: Mike Del Mundo.
  • Colorista: Marco D’Alfonso.
  • Editora: Marvel Comics.
  • Ano: 2014.

7,0/10

Anúncios

Um comentário em “Elektra #01 ao #05 (All-New Marvel NOW!) – Comic Review / Crítica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s