gabe-valve-malditosinvasores

O todo poderoso Gabe Newell comenta o porque da Valve não ter interesse em fazer jogos para consoles.

Em uma recente entrevista ao site Eurogamer.net, o fundador da Valve, nosso senhor Gabe Newell. Falou sobre as razões por detrás desta abordagem da companhia e destaca que a companhia adora o mundo do PC e não aprecia ambientes fechados.

“Ficamos verdadeiramente frustrados quando trabalhamos em ambientes fechados. Você tenta falar com alguém que está a fazer planejamento de produtos para um console sobre um jogo free-to-play e ele diz ‘Oh não temos a certeza de que o free-to-play é uma boa ideia’ quando sabe que ‘esse navio já partiu’ há um bom tempo”.

“Houve casos em que atualizamos produtos cinco a seis vezes num dia. Quando críamos a SteamApp para iOS, assim que a lançamos, tivemos muito feedback e no dia seguinte estávamos preparados para fazer uma atualização. Não conseguimos publicar essa atualização durante seis meses e não percebemos porquê! Eles não nos diziam. Esta é a vida que tens nesses ambientes. Finalmente, eles lançaram-na, e não nos disseram porque é que só passado tanto tempo a lançaram.”
“Ter a absoluta incerteza sobre a publicação de uma atualização … não sabemos como trabalhar assim. Somos demasiado estúpidos para ter sucesso como produtores de iOS. Porque, para nós, tudo o que fazemos, é para tornar a nossa vida mais fácil e construir ferramentas que torne a vida mais fácil aos outros produtores. Tenho certeza de que outras pessoas têm um sucesso incrível nesses ambientes, mas parte do nosso DNA tende a não funcionar bem quando alguém tenta inserir um monte de processos entre nós e os nossos consumidores”.

Quando lhe questionaram se as coisas melhoraram na atual geração de consolas, Newell respondeu que, “Neste momento adoramos o PC. E muito”.

gabeaias1115-610

Bem, pra resumir toda essa conversa. Ele basicamente falou algo que os gamers de PC, pelo menos os mais astutos já sabem, tudo que envolva uma “Third-Party” é um saco. Ter de apresentar o que você quer fazer pra outras pessoas – já sabendo que o resultado vai ser bom – e essas pessoas ainda se questionarem sobre a ideia/execução causa uma frustração absurda.

Por outro lado existe a questão da ganancia também no mercado de consoles, porque a maioria das produtoras não se interessa por pequenos lucros em longos períodos, mas sim grandes lucros em um curto período. O que ferra com a ideia para desenvolvimento de jogos free-to-play para consoles.

Outro motivo que ele não abordou, mas que com toda certeza (até por já ter falado disso anteriormente em palestras) é que a Valve não se sente bem tendo de “poda” os seus jogos para que ele se encaixe perfeitamente nos consoles. A Valve sempre gostou de ir além e inovar graficamente e “mecanicamente” os seus jogos.

Definitivamente não é a praia da Valve trabalhar com algo onde se possa criar empecilhos no decorrer do desenvolvimento de um jogo.

Anúncios

Um comentário em “Fundador da Valve comenta porque não tem interesse em fazer jogos para consoles

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s