fps-shooter

É hora de nos aventurarmos por mais um dos gêneros do mundo dos jogos, agora o mais rentável e popular no seguimento. 

A indústria dos jogos eletrônicos está dividida em diversos seguimentos, mas se existe um seguimento que é o rei da indústria e que sempre gera a maior quantidade de títulos por ano lançados; esse é sem dúvida alguma o gênero FPS (First Person Shooter ou no português “Tiro em Primeira Pessoa”).

Aqui vou abordar os melhores títulos dentro desse seguimento e que foram os mais marcantes em seus respectivos anos de lançamento, é que até os dias de hoje, são usados como base/inspiração para muitos novos títulos. Os grandes “divisor de águas” que são considerados obras primas do gênero e que todo gamer que se preze tem que conhecê-los e adorá-los.

black-ps1

Lançado em 2006 pela Electronic Arts e desenvolvido pela Criterion Games, sem dúvida alguma um dos maiores títulos do PS2 foi o game Black. O jogo se tornou notável, e foi um marco para a indústria, por conta de sua ação fortemente estilizada e também sua premiada qualidade de som, por se concentrar em efeitos destrutivos durante o jogo.

Black é um daqueles jogos que não importa quantos anos se passem, se você por o disco em seu console (ou joga-lo por emulação) você só vai parar quando tiver finalizado o jogo mais uma vez.

fear-pc

First Encounter Assault Recon ou simplesmente FEAR, é um game de PC que foi lançado em 2007 pela Sierra Entertainment e desenvolvido pela saudosa Monolith Productions. Um dos primeiros jogos a misturar os elementos de ação, suspense e horror com total sucesso na indústria, considera por muitos o “Doom” da nova geração por ter trazido não só novas mecânicas (bullet time apurado, destruição de cenários e etc), mas também um maior preparo em questão de roteiro.

O game FEAR  foi bem recebido pela crítica, marcando 89% no GameRankings, e o The New York Times o chamou de “tão emocionante e envolvente quanto Half-Life”. Também foi lançada uma versão de DVD do “Versão do Diretor” do jogo. O DVD incluiu um documentário “Making of”, um comentário de diretor, uma pequena pré-ação de ação ao vivo e o primeiro episódio exclusivo do promocional P.A.N.I.C.S. machinima. Um quadrinho da Dark Horse relacionado também foi embalado com o DVD. A edição ouro  (gold edition) incluiu a edição do diretor e o “Extraction Point”. O FEAR: Platinum Edition apresenta o jogo original e dois pacotes de expansão.

farcray-pc

Um dos meus jogos favoritos. Far Cry 3 é um jogo de PC lançado em 2012 pela Ubisoft e desenvolvido por meio de uma parceria entre os estúdios Ubisoft Montreal, Ubisoft Massive, a Ubisoft Reflections e a Ubisoft Shanghai.

Dentre os jogos de FPS lançados para PC nos últimos anos, Far Cry 3 contém – sem dúvida alguma – o melhor roteiro de todos. Um historia densa e cheia de camadas. O jogo parte do principio de que ser humano está constantemente lutando contra sua natureza selvagem e cruel, assim todos podem pender para o mal com os devidos “empurrões”.

Far Cry 3 foi muito bem recebido pelos críticos após ser lançado. Os sites de pontuações agregadas como GameRankings e Metacritic deram à versão PlayStation 3 89.68% de aprovação e uma nota 91/100, à versão Xbox 360 89.40% e 90/100 e à versão PC 87.75% e 89/100, respectivamente.

Segundo dados do site VGChartz, em uma pesquisa feita em janeiro de 2013, Far Cry 3 já havia vendido cerca de 3,36 milhões de unidades em todo o mundo

bioshock-pc

BioShock foi game produzido pela Irrational Games (na altura, com o nome 2K Boston) e distribuído pela 2K Games. Foi lançado para as plataformas PC e Xbox 360 em Agosto de 2007.

O conceito para o jogo foi criado por Ken Levine, diretor criativo da Irrational, baseado em ideias do Objectivismo (como descrito por Ayn Rand) enquanto incorpora influências de outros autores como George Orwell. O jogo é considerado um sucessor espiritual da série System Shock, onde muitos da equipa da Irrational, incluindo Levine, já tinham trabalhado.

BioShock recebeu aclamação critica e foi particularmente elogiado pela sua história “baseada em moral”, o seu ambiente imersivo e cenário único. Considerado um dos melhores jogos de sempre, recebeu diversos prêmios de Jogo do Ano de diferentes publicações da especialidade, incluindo da BAFTA, Game Informer, Spike TV e X-Play.

unreal-pc.png

Unreal Tournament é um popular game de PC desenvolvido pela Epic Games e Digital Extremes, e foi distribuído pela GT Interactive. Muito conhecido pela velocidade frenética de sua jogabilidade, foi lançado para competir com o jogo “Quake III Arena”, feito pela id Software. Embora Quake III Arena apresentasse gráficos melhores e uma jogabilidade simples, UT tinha características que nenhum outro jogo da época tinha; uma inteligência artificial superior, um áudio mais envolvente, efeitos de física muito mais realistas, e um segundo tiro alternativo para as armas, além de ser bem mais variado no modo multiplayer.

O game em questão, foi um dos maiores “impulsionadores” da indústria de games moderna, por conta do trabalho que foi feito na inteligência artificial dos inimigos. Você realmente sente que está lutando contra uma adversário a sua altura, o joga não subestima o jogador e essa é a chave do sucesso que o game atingiu. Até os dias de hoje se tenta transpor a mesma qualidade de IA para os jogos modernos, mas por conta de problemas com um “maior alcance de publico” muitas desenvolvedoras optam por facilitar as coisas para que o jogador não se sinta frustrado (isso ‘se chama-se’ “jogador nutella”, a grande realidade de hoje em dia).

O UT recebeu aclamação por parte da crítica, com os comentadores elogiando os gráficos, a inteligência artificial e a jogabilidade, embora as versões para consoles tenham sido conhecidos por terem limitações. O jogo ganhou uma série de prêmios de uma variedade de publicações de jogos, e a série continuou com os lançamentos de sequências Unreal Tournament 2003 em 2002, Unreal Tournament 2004 em 2004 e Unreal Tournament 3 em 2007.

cs-pc

Não dá para falar de FPS’s no geral, sem abordar o pai de todos (o fura bolo), o senhor das lan houses, ele Counter-Strike. O game que é mais popularmente conhecido como CS. Inicialmente criado como um “mod” de Half-Life para jogos online, foi desenvolvido por Minh Le e Jess Cliffe e depois adquirido pela Valve Corporation (não criou nada, comprou pronto). Foi lançado em 2000 para o Windows. 

Considerado um dos maiores e mais influentes jogos de todos os tempos, Counter-Strike foi aclamado pela mídia especializada desde a época de seu lançamento, recebendo notas 88/100 no site Metacritic e 89/100 no site GameRankings, além de receber 98% de análises positivas no Steam.

O sucesso do game é devido a mecânica de times impecável, e sua simplicidade técnica. O jogo não abusa de efeitos, mas ele ao mesmo tipo dá um imersão ao jogador. Os mapas são verdadeiras obras de arte e o jogo tem uma variedade de armas fenomenal.

medalofhonor-pc.png

O jogo foi lançado para o console PlayStation em novembro de 1999, sendo publicada pela EA e desenvolvido pela DreamWorks Interactive. A sua história foi criada pelo diretor/produtor Steven Spielberg.

Obviamente, a grande inovação que o jogo trouxe ao mercado de jogos; foi toda a questão técnica empregada novo. Por muitos anos o game foi um dos mais caros já feitos para consoles e quiçá para a indústria em si, Steven não poupou esforços e entrou um dos melhores jogos da temática segunda guerra de todos os tempos.

Medal of Honor recebeu um prêmio de vendas “Gold” da Entertainment and Leisure Software Publishers Association (ELSPA), indicando vendas de pelo menos 200,000 cópias no Reino Unido. O jogo recebeu “aclamação da crítica” de acordo com o agregado Metacritic de revisão de jogos de vídeo. Isto foi devido a críticas que elogiam sua jogabilidade, gráficos, AI inimigo, designe de nível e trilha sonora. Gamepro deu o jogo uma pontuação muito alta, dizendo “Este Shooter da Segunda Guerra Mundial apresenta algumas das ações mais tensas em primeira pessoa entregues na Playstation”. O PSM afirmou que o jogo era “Um jogo extraordinário sem igual na Playstation”

A IGN deu ao jogo o 21º lugar na sua lista de “Top 25 Jogos de Todos os Tempos” para o console PlayStation.

wolf-pc

Wolfenstein 3D, o “pai de todos”, foi desenvolvido pela id Software e publicado pela Apogee Softwaree. Foi originalmente lançado na América do Norte em 5 de maio de 1992, para MS-DOS, inspirado pelo jogo eletrônico Castle Wolfenstein da Muse Software. Em Wolfenstein 3D, o jogador assume o comando do espião aliado William “B.J.” Blazkowicz durante a Segunda Guerra Mundial, com o objetivo de escapar de uma prisão Nazista localizada no Castelo Wolfenstein e cumprir uma série de missões cruciais.

Em meados de 1991, o programador John Carmack fez experimentos com um motor de jogo 3D restringindo a jogabilidade e o ponto de vista para um único plano, produzindo como protótipo Catacomb 3-D. Após uma reunião em que se decidiu mudar o ramo dos jogos da empresa para um gênero mais violento, que por sua vez era antes direcionados para “títulos em família”, o programador John Romero sugeriu fazer um remake do jogo de tiro furtivo Castle Wolfenstein, transformando-o em um lançamento de ação.

Wolfenstein 3D teve um grande sucesso critico e comercial, ganhando vários prêmios e vendendo 200 mil cópias até o final de 1993. É consenso entre os historiadores de jogos eletrônicos que Wolfenstein 3D ajudou a popularizar o gênero de tiro em primeira pessoa e estabelecer o padrão dos jogos de ação subsequentes, além de tornar mais popular a viabilidade do modelo shareware no período.

Wolfenstein 3D é chamado por muitos de o “avô dos jogos de tiro 3D”, especificamente atiradores em primeira pessoa, porque estabeleceu a ação rápida e a proeza técnica comumente esperada no gênero e aumentou muito a popularidade do gênero. Embora existam alguns jogos prévios baseados em tiro com computador, eles eram geralmente acionadores de rolagem, enquanto o Wolfenstein 3D ajudou a mover o mercado para os atiradores em primeira pessoa. Também foi atribuído com a confirmação da distribuição de shareware como uma estratégia comercial séria e rentável no momento; VideoGames & Computer Entertainment reivindicaram em setembro de 1992 que o jogo “justificava a existência de shareware” e em julho de 1993 Computer O Gaming World afirmou que “quase sozinho” demonstrou a viabilidade do shareware como um método de publicação, levando a uma onda de outros atiradores de primeira pessoa shareware.

half-pc

Half-Life foi desenvolvido pela Valve Corporation, sendo o produto de estreia da companhia e o primeiro na série Half-Life. Nele, os jogadores assumem o papel de Dr. Gordon Freeman, um físico teórico que deve lutar para fugir de um centro de pesquisa secreto e subterrâneo cujos experimentos e pesquisas com tecnologia de teletransporte tiveram resultados desastrosos. Inicialmente lançado em 1998 pela Sierra Studios para computadores pessoais que utilizam Windows, foi posteriormente lançado para PlayStation 2.

Em seu lançamento, o jogo recebeu aclamação UNIVERSAL, com críticos elogiando a narrativa fluída sem interrupções, a apresentação e a jogabilidade realística, recebendo mais de cinquenta prêmios de Jogo do Ano para computador. Sua jogabilidade influenciou o design de jogos de tiro em primeira pessoa durante anos após seu lançamento, e é amplamente considerado um dos maiores jogos de todos os tempos. A IGN classificou Half-Life como o maior jogo de tiro em primeira pessoa de todos os tempos, declarando que “quando se olha para a história dos jogos de tiro em primeira pessoa, tudo se resume muito claramente em eras pré-Half-Life e pós-Half-Life.”

A Half-Life foi universalmente aclamado, ganhando uma pontuação total de 96 em 100 no site de revisão agregada Metacritic. Jeff Green disse que o jogo “não é apenas um dos melhores jogos do ano. É um dos melhores jogos de qualquer ano, um clássico instantâneo que é milhas melhor que qualquer uma de sua concorrência imediata, e – em sua forma de jogador único – é o melhor atirador desde o Doom original”. IGN descreveu isso como “um tour de force no design do jogo, o jogo definitivo de um jogador em um atirador em primeira pessoa”.

Se tem um jogo que eu considero um “divisor de águas” é o Half-Life, o jogo que me fez amar a narrativa e não gráficos. Um jogo que mostrou a todos o potencial infinito para se contar uma boa historia que existe no mundo dos jogos, e se tem um jogo que todo gamer é obrigado a jogar… Esse jogo se chama Half-Life.

doom-cover-pc

Sem dúvida alguma, quase se trata de FPS’s ninguém chega ao nível do game Doom, lançado e desenvolvido em 1996 pela id Software. Ele foi o maior em tudo, o mais polêmico, o mais vendido, o mais famoso e o mais banido de todos os tempos. O game que moldou a indústria moderna de jogos, e catapultou o seu próprio gênero.

Combinando gráficos 3D com violência gráfica e personagens 2D, ele tornou-se tão controverso quanto imensamente popular, com um lançamento em versão shareware que estima-se ter sido jogada por 15 milhões de pessoas. Além de definir muitos elementos dos games de tiro em primeira pessoa. O sucesso do jogo influenciou o boom de jogos nos anos 90 até chegar ao ponto desses jogos serem algumas vezes chamados de “clones do Doom”.

A produção de Doom começou em 1992, com John Carmack construindo o mecanismo gráfico enquanto a id terminava Spear of Destiny, a continuação de Wolfenstein 3D. As grandes influências dos criadores foram os filmes Aliens e Evil Dead II, com os demônios tendo saído de uma partida de Dungeons & Dragons que terminou com o planeta infestado deles. O título fora escolhido por Carmack.

Os levels do primeiro episódio foram feitos por John Romero, mas como ele não podia fazer os outros 2 episódios, Sandy Petersen fora contratado 10 semanas antes do lançamento.

Tom Hall criou um documento chamado “Bíblia de Doom”, com uma história complexa, no qual 5 soldados no planeta fictício Tei Tenga enfrentam os demônios, e viajariam ao Inferno. Mas Carmack rejeitou, dizendo que “história num jogo é tão importante quanto à história num filme pornô” (nerd babaca, estou decepcionado carmack). Conflitos com a equipe (Hall queria mais realismo em vez de jogabilidade melhor) levaram Hall a sair em 1993.

O avanço em relação ao jogo anterior da id Software, Wolfenstein 3D, foi conseguido graças a um novo mecanismo gráfico criado por John Carmack. Após o sucesso do jogo, a sua tecnologia ainda serviu como “exemplo” para outros jogos do mesmo gênero como Heretic e HeXen.

Doom recebeu aclamação da crítica e foi amplamente elogiado na imprensa de jogos, amplamente considerado um dos títulos mais importantes e influentes no histórico de jogos. Após o lançamento, a GamesMaster lhe deu uma classificação de 90%. Dragon deu cinco estrelas, elogiando as melhorias em relação ao Wolfenstein 3D, a “jogada em movimento rápido”, jogando e jogando em rede. Em 1996, o Computer Gaming World classificou-o como o quinto melhor jogo de vídeo de todos os tempos, e o terceiro jogo mais inovador. Em 1995, a Next Generation disse que era “O jogo de PC mais falado para sempre – e com bom motivo. Correndo em uma máquina 486 (essencial para o máximo efeito), a Doom levou os gráficos de PC a um nível totalmente novo de velocidade, detalhes e realismo , e forneceu um grau de imersão genuinamente assustador no mundo do jogo “.

O game DOOM não é apenas lendário por ter sido “a versão melhorada” do Wolfenstein, mas também por conta de ver um dos primeiros jogos a ter um sendo de profundidade. Não era comum na época as pessoas sentirem nada pelos jogos (além de raiva) e jogando Doom no escuro, era comum as pessoas sentirem medo por conta da qualidade sonora do game. Sem contar que ele era “criativamente” muito avançado para a época, até então ninguém imaginava que algo como ele poderia ser feito em um computador de mesa.


 

Bem, então é isso. Chegamos ao final de mais um TOP 10, um dos mais longos e trabalhosos que já fiz. Claro, vai ter de ser revisado diversas vezes para encaixar as melhores informações e deixar claro o “porque” de cada jogo está em sua posição, mas nada que seja impossível.

Lembrando aqui, mais uma vez, que os jogos não são por nível de popularidade ou pelo meu gosto, eles são pelo impacto dos mesmos em seus determinados anos na indústria de jogos; o que cada uma trouxe novo e como foram recepcionados pelo público.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s